2022 / 09 / 30         24~29°C         70~98%

Plano Quinquenal do Aeroporto Internacional de Macau (2021-2025)

Em Fevereiro de 2019, o Comité Central do Partido Comunista e o Conselho de Estado promulgaram as “Linhas Gerais do Planeamento para o Desenvolvimento da Grande Baía Guangdong-Hong Kong-Macau”, que visam apoiar a integração de Macau no desenvolvimento nacional, promover a cooperação mútua e criar o mecanismo de interligação entre o Interior da China e Macau.

Em Julho de 2020, foram emitidos os “Pareceres da Autoridade de Aviação Civil sobre a o Apoio ao Desenvolvimento Coordenado da Aviação Civil na Grande Baía Guangdong-Hong Kong-Macau”, no qual foram estabelecidas as metas para o desenvolvimento futuro. Em Novembro do mesmo ano, a Autoridade de Aviação Civil (AACM) da China lançou as “Directrizes de desenvolvimento para Quatro Aeroportos Característicos”, que têm “seguro, verde, inteligente e humanístico” como núcleo, integrando plenamente a filosofia de desenvolvimento com inovação, coordenação, verde, abertura e partilha.

No Plano Estratégico para o Desenvolvimento do Aeroporto Internacional de Macau 2021-2025, continuará a ser implementado o Plano Geral do Desenvolvimento do Aeroporto Internacional de Macau, estabelecido pela AACM, e aprovado pelo Governo da RAEM, em Julho de 2016. Este Plano vai ao encontro do valor fundamental e a missão da CAM: segurança, eficiência e eficácia. Em linha com o posicionamento e a divisão do trabalho entre as zonas urbanas e zonas aeroportuárias da Grande Baía, realizar-se-á um trabalho em conjunto, para atingir o nosso objectivo da construção do “aeroporto internacional multi-funções dentro da cidade”.

Empenhado em melhorar o seu nível de informatização, o Aeroporto Internacional de Macau (AIM) pretende criar uma Plataforma de Dados Inteligentes, no sentido de elevar, de forma abrangente, a eficiência operacional entre departamento e unidades operacionais do Aeroporto, bem como os padrões de serviços de voos.

Objectivos gerais de desenvolvimento e medidas de implementação específicas do Aeroporto

  • Completar a certificação do Aeroporto e outros trabalhos de acreditação, melhorando-os constantemente
  • Através de SMS, estabelecer gestão da segurança e sistema de supervisão de forma científica, bem como criar uma cultura de segurança
  • Melhorar o controlo do tráfego aéreo e a capacidade aeroportuária para garantir protecção, segurança e eficiência das operações
  • Reforçar a supervisão e a gestão dos serviços de segurança do Aeroporto
  • Adoptar medidas de segurança inteligentes, para aumentar as capacidades de segurança
  • Reforçar coordenação, comunicação e cooperação com governos e operadores aeroportuários relevantes

  • Introduzir serviços convenientes, melhorar a experiência dos passageiros e os resultados do inquérito ASQ
  • Concluir a acreditação de serviços aeroportuários do ACI
  • Estabelecer padrões de tratamento de reclamações dos passageiros e de serviço de alta qualidade

  • Acreditação ambiental: actualizar a acreditação de emissão de carbono do Nível 2 para o Nível 3
  • Utilizar veículos amigos do ambiente dentro do Aeroporto
  • Adoptar medidas de protecção ambiental, nomeadamente reduzir o consumo de energia, adquirir produtos ecológicos, sensibilizar junto dos operadores aeroportuário, aumentando a sua participação
  • No Plano Geral do Aeroporto: concluir por fases as empreitadas de aterro, e iniciar a construção das super-estruturas
  • Terminar as obras da Fase 1 e iniciar as Fases 2 e 3 do projecto de Expansão do Edifício do Terminal de Passageiros na zona sul

  • Atingir os objectivos de desenvolvimento do mercado do transporte de passageiros
  • Aproveitar as vantagens dos direitos de tráfego, colocando os direitos de tráfegos da quinta liberdade em pleno funcionamento, de modo a expandir o mercado de aviação diversificado
  • Melhorar a qualidade do serviço e o volume de carga do transporte de mercadorias, aumentar a própria capacidade de entrega do AIM, optimizar o modelo de serviço, na expectativa de nos tornarmos num aeroporto forte na indústria logística
  • Desenvolver mercados de jactos executivos, FBO e MRO
  • Expandir a gestão de heliportos e os serviços em terra, atrair mais companhias aéreas

  • Tendo em conta o desenvolvimento dos negócios da aviação, avaliar a disposições dos contratos operacionais que irão terminar, particularmente os de serviços em terra e serviços de carga
  • Introduzir serviços e modelos inovadores
  • Proceder a concursos abertos, após o termo dos contratos, para serviços comerciais dos sub-concessionários
  • Oferecer serviços de alta qualidade e ambiente empresarial favorável aos operadores

  • Analisar e planear as necessidades de capital conforme o desenvolvimento dos negócios, estado financeiro e investimento em infra-estruturas

  • Promoção do Aeroporto e programas de atracção de profissionais
  • Formação do pessoal, gestão para a atracção de profissionais e reserva de talentos
  • Centro de Educação e Formação em Aviação

  • Operação e tabela de custos do heliporto, tabela de custos de sobrevoo
  • Modelos operacionais de helicópteros
  • Aproveitar o espaço aéreo gerido pelo AIM para explorar oportunidades de turismo e de lazer com voos em helicópteros
  • Explorar a possibilidade de construir um parque temático de aviação no Aeroporto

  • Racionalizar e simplificar a estrutura e melhorar as responsabilidades de cada departamento
  • Uniformizar as normas e melhorar o sistema de benefícios dos funcionários
* O conteúdo do plano será ajustado de acordo as tendências de desenvolvimento