2020 / 09 / 24         25~29°C         75~98%

Sustentabilidade Ambiental

O Aeroporto Internacional de Macau é um dos principais canais que liga Macau a outros países e regiões pelo que deve cumprir as suas responsabilidades como promotor do conceito de “Protecção Ambiental”, junto de todos os departamentos do aeroporto e, também, da sociedade. A “Protecção Ambiental” é uma parte fundamental da responsabilidade social e um elemento fulcral do desenvolvimento sustentável de cada país ou região. A implementação prática de medidas de “Protecção Ambiental” contribui tanto para o desenvolvimento de uma Macau Verde como para o cumprimento da responsabilidade social e ajuda, também, a reforçar a missão do Aeroporto Internacional de Macau – “Segurança, Eficiência e Eficácia”.

Programa de Acreditação Aeroportuária de Carbono

O Aeroporto Internacional de Macau participou no Programa de Acreditação Aeroportuária de Carbono, organizado pela ACI, e, desde 2014, tem sido acreditado com o Nível 2 – “Redução”, tendo definido como meta “Reduzir as emissões de carbono por movimento em 20% até 2018, comparando com o nível de 2012”. Graças a um esforço contínuo em prol da redução das emissões, em comparação com 2012, o AIM reduziu 40% das emissões de carbono por movimento de aeronaves em 2018.

Em 2019, o Aeroporto Internacional de Macau estabeleceu outra meta "Reduzir as emissões de carbono em 30% por movimento em 2028, tendo por termo de comparação o nível registado em 2018" e procedeu a uma revisão do seu Plano de Gestão de Emissões de Carbono. O AIM deu início à implementação de mais projectos e medidas ambientais que podem ser tomadas para atingir a meta definida, tais como projectos de substituição da iluminação por lâmpadas LED, em várias zonas no interior do aeroporto, substituição de veículos antigos por veículos com baixa ou nenhuma emissão e busca de oportunidades para reciclar uma maior quantidade de resíduos provenientes da actividade diária do Aeroporto Internacional de Macau.

Após a implementação de alguns projectos e medidas ecológicos, bem como devido aos esforços conjuntos das entidades envolvidas, em 2019, as emissões de carbono por movimento de aeronave já tinham sido reduzidas em 18%, em comparação ao nível de 2018.

Prémio

Projecto verde

Parede verde
Troca de veículos

Até o final de 2019, como parte do Plano de Gestão de Emissões de Carbono, o Aeroporto Internacional de Macau já tinha substituído e adquirido sete veículos híbridos e três eléctricos.

Veículos eléctricos em uso no Aeroporto Internacional de Macau




Veículos híbridos em uso no Aeroporto Internacional de Macau
Programa de Reciclagem de Resíduos Alimentares

O Aeroporto Internacional de Macau implementou, em 2013, o Programa de Reciclagem de Resíduos Alimentares. Nos últimos anos, com recurso ao Compositor de Resíduos Alimentares, foram tratados os resíduos alimentares gerados a partir das refeições não consumidas em voo e os resíduos alimentares da cantina dos trabalhadores da Servair Macau bem como os resíduos alimentares dos Restaurantes do Aeroporto, Plaza Lounge Premium e das cafeterias do edifício do terminal de passageiros. Até ao final de 2019, através da Máquina de Compostagem de Desperdício de Alimentos já tinham sido reciclados mais de 90.000 kg de resíduos de alimentos, tendo estes sido transformados em adubo orgânico, usado, pela equipa de Paisagismo, para fertilização da relva perto da área da pista. Isso contribuiu para a redução da quantidade de resíduos direccionados para incineração.


Resíduos Alimentares
Aeroporto verde com várias plantas

Tendo todos os tipos de plantas em diferentes áreas do edifício do terminal, cerca de 670 plantas em vaso: Dracaena Arborea, Dracaena Deremensis, Calathea Makoyana, Philodendron Selloum colocadas na área de partida; cerca de 280 plantas em vaso: Aspidistra Elatior, Monstera Deliciosa, Raphis Excelsa colocadas na área de chegada; cerca de 290 plantas em vaso: Sanseviera trifasciata, lima limão Dracena colocadas no corredor de transferência. As plantas verdes podem reduzir a emissão de dióxido de carbono, purificar o ar e melhorar a qualidade do ar, assim o AIM esforça-se por proporcionar uma experiência memorável no aeroporto verde para todos os passageiros.


Plantas verdes no Aeroporto Internacional de Macau
Substituição da iluminação do solo em aeródromos (sigla inglesa AGL)

Desde 2013, com o subsídio do Fundo de Protecção Ambiental e Conservação de Energia do Governo da RAEM, o Aeroporto Internacional de Macau substituiu as tradicionais luzes laterais da pista, barreira de paragem (“Stop Bar”), iluminação do eixo dos caminhos de circulação e da plataforma de estacionamento. A partir de 2017, a CAM também investiu na substituição das luzes intermitentes sequenciais (SFL) e das luzes de identificação da soleira das pistas (LISP) 16 e 34 por luzes LED. Após a substituição da iluminação do solo (AGL) acima mencionados, podem ser reduzidos mais de 16,000 kg de emissões de carbono.


Luzes Laterais de Pista e Barras LED de sinalização de interrupção de marcha
CAM participou no Fórum e Exposição Internacional de Cooperação Ambiental de Macau (MIECF)

A Sociedade do Aeroporto Internacional de Macau, S.A.R.L.(CAM), desde 2010 começou a participar no Fórum e Exposição Internacional de Cooperação Ambiental de Macau (MIECF), organizado pelo governo da RAEM. Através da exposição, a CAM deseja apresentar ao público o programa e os resultados de poupança de energia e protecção ambiental, aumentando os elementos de protecção ambiental do aeroporto para melhorar o ambiente do aeroporto, a fim de atingir o objectivo do “aeroporto verde”.

Como o recurso da Terra é limitado e precioso, a CAM vai continuar a realizar o trabalho de protecção ambiental, deixando o AIM tornar-se um aeroporto verde, com o céu mais azul e a vida mais bonita.